CONSIDERAÇÕES SOBRE A INSERÇÃO DE TECNOLOGIA SOCIAL EM UMA COOPERATIVA DE CATADORES DE MATERIAIS RECICLÁVEIS SOB A PERSPECTIVA DE COOPERAÇÃO, PRODUTIVIDADE, SAÚDE E MEIO AMBIENTE

  • Dulciléia de Sousa Rocha Universidade do Estado do Rio de Janeiro- UERJ
Palavras-chave: Materiais Recicláveis. Resíduos Sólidos. Catadores. Cooperação. Tecnologia Social

Resumo

A geração de resíduos sólidos urbanos (RSU) está intimamente relacionada a fatores históricos, como a Revolução Industrial e ao processo de urbanização das cidades. O crescimento do montante de resíduos nos últimos anos é latente. A principal dificuldade reside no manejo e gerenciamento desses resíduos de maneira ambientalmente correta. Nesse contexto, as cooperativas de catadores de material reciclável são uma solução viável do ponto de vista econômico e ambiental. Elas realizam a triagem, reuso, reciclagem e reinserção em cadeias produtivas. Para fortalecimento dessas organizações, em termos de produtividade e da saúde foi construído um protótipo de um projeto de um “Sistema Modular”, concebido dentro do conceito de tecnologia social aplicável em organizações autogestionárias. O uso e eficácia dessa tecnologia estão atrelados a cooperação, coletividade, e saberes dos envolvidos. Por meio do uso do “Sistema Modular” foi possível tecer uma discussão sobre o processo de trabalho, recursos e as interações nele envolvidos.

Palavras-chave: Materiais Recicláveis. Resíduos Sólidos. Catadores. Cooperação. Tecnologia Social

Publicado
2022-03-24