CONSTRUÇÃO DE UM MICROGERADOR FOTOVOLTAICO APLICADO AO PENEIRAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL

Palavras-chave: Energia Fotovoltaica, Resíduo sólido, Desenvolvimento local

Resumo

A demanda por geração de energia utilizando fontes renováveis está crescendo rapidamente. O impacto ambiental dos modelos nuclear e termelétrico, a crise hídrica que limita a geração em hidrelétricas, os esforços globais para reduzir as emissões de CO2, tornam essenciais as iniciativas que promovam o avanço das fontes renováveis, com impacto ambiental mínimo, até a sua inserção na matriz energética. A energia solar fotovoltaica se caracteriza como uma alternativa aos sistemas energéticos convencionais e poluentes, por ser um modo de geração de energia limpa, renovável, com a vantagem de possibilitar a produção de energia no próprio local de consumo. Os aterros de triagem e transbordo de resíduos da construção civil (RCC) são áreas destinadas ao recebimento de resíduos volumosos, gerados e coletados por agentes privados. Esses empreendimentos podem realizar a segregação dos materiais, de acordo com sua tipologia, além da transformação e beneficiamento da fração mineral do RCC. Em uma das etapas da granulometria utiliza-se uma peneira elétrica, separadora de grãos finos. A falta de infraestrutura adequada no fornecimento de energia e o potencial solar no local do aterro, propiciaram a pesquisa, o projeto e a construção de um microgerador fotovoltaico, em uma plataforma móvel, com potência de geração suficiente para atender a demanda energética e necessária mobilidade de acordo com as características do terreno. Essa tecnologia de conversão de energia utilizada em uma peneira elétrica separadora de RCC em um aterro de transbordo e triagem, torna o processo sustentável, com ganhos ambientais, econômicos, sociais e, consequentemente, contribuir para o desenvolvimento local.

Biografia do Autor

Paulo Alex Nacif Lube, UNISUAM

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Local do Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM, Rio de Janeiro, RJ.

Kátia Eliane Santos Avelar, UNISUAM

Doutora em Ciências pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ. Docente e Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Local no Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM

Patricia Maria Dusek, UNISUAM

Doutora em Ciências pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ. Docente e Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Local no Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM

Referências

CETESB. Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. Sistema Estadual de Gerenciamento de Resíduos Sólidos. Informações sobre as áreas de destinação. São Paulo, SP, 2019. Disponível em: https://cetesb.sp.gov.br/sigor/informacoes-sobre-as-areas-de-destinacao/#1507859735781-d52477de-3433. Acesso em: 13 jul. 2019.

CUNHA, Eduardo Argou Aires. Aspectos históricos da energia eólica no Brasil e no mundo. Revista Brasileira de Energias Renováveis, v. 8, n. 4, p. 689- 697, 2019.

IEA. Agência Internacional de Energia. Energy Technology Perspectives. 2017. ISBN: 978-92-64-27597-3.

LIMA JÚNIOR, Claudemiro et al. Energia solar: metodologia para avaliação do local de instalação de sistema fotovoltaico fomentando a educação ambiental. Revbea, São Paulo, v. 13, n. 3, p. 233-244, 2018.

NOVOSEL, T. et al. Integration of renewables and reverse osmosis desalination e Case study for the Jordanian energy system with a high share of wind and photovoltaic, Energy, v. 92, p. 270-278, 2015. Http://dx.doi.org/10.1016/j.energy.2015.06. 0 57.

ONU. Transformando Nosso Mundo: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. 2015. Disponível em: https://nacoesunidas.org/wp-content/uploads/2015/10/agenda2030-pt-br.pdf. Acesso em: 01 ago. 2020.

PEREIRA, Fabiana Luzia; MENDES, Marina Alves. O uso de energia solar fotovoltaica como alternativa à redução da fatura de energia elétrica em blocos universitários. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia Civil) – Universidade do Sul de Santa Catarina, Tubarão, 2018.

PIETZCKER, R.; STETTER, D.; MANGER, S.; LUDERER, G. Using the sun to decarbonize the power sector: The economic potential of photovoltaic and concentrating solar power. Applied Energy, v. 135, n. 15, p. 704-720, 2014.

SOLARIZE SERVIÇOS EM TECNOLOGIA AMBIENTAL LTDA. Curso de energia solar, projetista de sistema fotovoltaico conectado à rede. Ministrado por: Hans Rauschmayer e Ronaldo Rocha. Rio de Janeiro, 2017.

URSAIA, Guilherme Crippa et al. O Quadro Político e Institucional do Setor Energético Brasileiro. UNISUL de Fato e de Direito: Revista Jurídica da Universidade do Sul de Santa Catariana, v. 2, n. 4, 2012. Disponível em: http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/U_Fato_Direito/article/ view/1072/8 93. Acesso em: 12 jul. 2019.

VILLALVA, Marcelo Gradella; GAZOLI, Jonas Rafael. Energia Solar Fotovoltaica: conceitos e aplicações. 2. ed. São Paulo: Erica, 2015.
Publicado
2020-10-15