A SUSTENTABILIDADE SOCIAL COMO CAMINHO PARA MITIGAR O CENÁRIO DE DISTOPIA URBANA DAS CIDADES EM PANDEMIA

Palavras-chave: Pandemia, Quarentena, Isolamento, Urbanismo, Sustentabilidade social, Políticas públicas, Estado de calamidade, Assistência técnica

Resumo

A primeira grande pandemia mundial do século XXI exige das cidades que seus cidadãos se mantenham em isolamento social. O que para alguns pode significar um recesso sabático, uma introspecção momentânea, um incremento à produção intelectual, um trabalho à distância, para a grande maioria dos habitantes das grandes metrópoles brasileiras é uma realidade completamente diferente. Estar em casa, pode significar deixar de ter o que comer, já que sua renda depende de seu ganho diário nas ruas desertas. Para outros, sem teto, pode significar vulnerabilidade máxima contra suas vidas. E é nesse cenário de distopia urbana, que este artigo vem refletir sobre como podem ser mitigadas as principais mazelas de uma crise dessa magnitude, sob o ponto de vista das cidades. Entender como as cidades segregadas aumentam as consequências dessa crise é fundamental. As pessoas estão doentes; diagnósticos tem que ser feitos pelos médicos, enquanto os sintomas são apresentados. As cidades também estão. Cabe aos urbanistas e outros profissionais especialistas em cidades diagnosticá-las, para proferir um tratamento urgente e medidas profiláticas para o futuro próximo.

Biografia do Autor

Leila Marques da Silva, UNISUAM

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Local do Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM, Rio de Janeiro, RJ. Servidora Pública Federal, cargo Arquiteta e Urbanista, na função de Chefe da Seção De Projetos do Centro Federal de Educação Tecnológica, Celso Suckow da Fonseca, CEFET/RJ. E-mail: arquitetaleila@gmail.com

André Luiz Carvalho Cardoso, UNISUAM

Doutor em Arquitetura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ. Docente e Pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Design da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ. Docente e Pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Local do Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM, Rio de Janeiro, RJ.

Kátia Eliane Santos Avelar, UNISUAM

Doutora em Ciências pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ. Docente e Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Local do Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM, Rio de Janeiro, RJ. E-mail: katia.avelar@gmail.com

Referências

AS CIDADES e as chuvas de verão. Do Portal do Governo, 22 de março de 2019. Disponível em: https://www.saopaulo.sp.gov.br/artigos/as-cidades-e-as-chuvas-de-verao/. Acesso em: 2 abr. 2020.

AQUINO, Vanessa; MONTEIRO, Natália. Primeiro caso de coronavírus é confirmado no Brasil. Ministério da Saúde, 26 de fevereiro de 2020. Disponível em: https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46435-brasil-confirma-primeiro-caso-de-novo-coronavirus. Acesso em: 25 abr. 2020.

ASSEMBLEIA reconhece estado de calamidade pública em Minas: Texto aprovado determina revisão da medida até 20 de julho, a partir de relatórios e justificativa do Executivo. ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE MINAS GERAIS, 25 de março de 2020. Disponível em: https://www.almg.gov.br/acompanhe/noticias/arquivos/2020/03/25_plenario_aprovacao_estado_calamidade.html. Acesso em: 2 abr. 2020.

BRASIL. Portaria n° 356, de 11 de março de 2020. Dispõe sobre a regulamentação e operacionalização do disposto na Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, que estabelece as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus (COVID-19). Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2020a. Disponível em: http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-356-de-11-de-marco-de-2020-247538346. Acesso em: 2 abr. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim Epidemiológico, Brasília, DF, COE 1, p. 1-17, jan. 2020b. Disponível em: https://www.saude.gov.br/images/pdf/2020/fevereiro/04/Boletim-epidemiologico-SVS-04fev20.pdf. Acesso em: 2 abr. 2020.

BRASIL. Decreto Lei nº 7.257, de 4 de agosto de 2010. Regulamenta a Medida Provisória no 494 de 2 de julho de 2010, para dispor sobre o Sistema Nacional de Defesa Civil - SINDEC, sobre o reconhecimento de situação de emergência e estado de calamidade pública, sobre as transferências de recursos para ações de socorro, assistência às vítimas, restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução nas áreas atingidas por desastre, e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Decreto/D7257.htm. Acesso em: 2 abr. 2020.

BRASIL. Lei Federal no 10.257, de 10 de julho de 2001. Regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 2001. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10257.htm. Acesso em: 2 abr. 2020.

BRASIL. Lei Federal nº 11.888, de 24 de dezembro de 2008. Assegura às famílias de baixa renda assistência técnica pública e gratuita para o projeto e a construção de habitação de interesse social. Brasília, DF: Presidência da República, 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11888.htm. Acesso em: 2 abr. 2020.

CABO FRIO. Decreto n° 6.210, de 19 de março de 2020. Suspende, temporariamente, as
autorizações de caráter discricionário e precário que menciona, como forma de evitar a aglomeração de pessoas e evitar a difusão do coronavírus no Município de Cabo Frio. Cabo Frio: Prefeitura do Município de Cabo Frio, 2020. Disponível em: https://www.cabofrio.aexecutivo.com.br/arquivos/1171/DECRETOS_6210_2020_0000001.pdf. Acesso em: 2 abr. 2020.

CRIA plano de risco contra o coronavírus. Do Portal do Governo, 29 de janeiro de 2020. Disponível em: https://www.saopaulo.sp.gov.br/ultimas-noticias/governo-de-sao-paulo-cria-plano-de-risco-e-resposta-rapida-para-coronavirus/. Acesso em: 25 mar. 2020.

DAVIS, Mike; HARVEY, David; BIHR, Alain; ZIBECHI, Raúl; BADIOU, Alain; ZIZEK, Slavoj. Coronavírus e a luta de classes. Terra sem Amos: Brasil, 2020.

DU, Weiwei; FITZGERALD, Gerard Joseph; CLARK, Michele; HOU, Xiang-Yu. Health impacts of floods. Prehospital and Disaster Medicine, v. 25, p. 265-272, 2010. Disponível em: https://www.cambridge.org/core/journals/prehospital-and-disaster-medicine/article/health-impacts-of-floods/11829B2183F14BF6E8563C37D73E8651. Acesso em: 2 abr. 2020.

EMPRESA BRASIL DE COMUNICAÇÃO. OMS eleva grau de risco de disseminação do coronavírus para muito alto. Agência Brasil de Comunicação, Brasília, DF, 28 de fevereiro de 2020a. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-02/oms-eleva-grau-de-risco-de-disseminacao-do-coronavirus-para-muito-alto. Acesso em: 2 abr. 2020.

EMPRESA BRASIL DE COMUNICAÇÃO. Agência Brasil de Comunicação/Wuhan. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/tags/wuhan. Acesso em: 2 abr. 2020

EIGENHEER, Emílio Maciel. A história do lixo: a limpeza urbana através dos tempos. Porto Alegre: Gráfica Pallotti, 2009. Disponível em: http://www.lixoeeducacao.uerj.br/imagens/pdf/ahistoriadolixo.pdf. Acesso em: 2 abr. 2020.

FAJERSZTAJN, Laís. Como as cidades podem favorecer ou dificultar a promoção de saúde de seus moradores. Estudos Avançados, São Paulo, v. 30, n. 86, p. 7-27, jan./abr. 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142016000100007. Acesso em: 2 abr. 2020.

FAVERET FILHO, Paulo; OLIVEIRA, Pedro Jorge. A universalização excludente: reflexões sobre as tendências do sistema de saúde. Revista Dados, v. 33, n. 2, p. 257-283, 1990. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/7358. Acesso em: 2 abr. 2020.

FOUCAULT, Michael. As palavras e as coisas. Lisboa: Edições 70, 1991.

FREITAS, Carlos Machado; XIMENES, Elisa Francioli. Enchentes e saúde pública: uma questão na literatura científica recente das causas, consequências e respostas para prevenção e mitigação. Ciência Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 17, n. 6, p. 1601-1616, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v17n6/v17n6a23.pdf. Acesso em: 2 abr. 2020.

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Por que a doença causada pelo novo vírus recebeu o nome de Covid-19? FIOCRUZ, 17 março de 2020. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/pergunta/por-que-doenca-causada-pelo-novo-virus-recebeu-o-nome-de-covid-19. Acesso em: 18 abr. 2020.

GREENOUGH, George; MCGEEHIN, Michael; BERNARD, Susan; TRTANJ, Juli; RIAD, Jasmin; ENGELBERG, David. The potential impacts of climate variability and change on health impacts of extreme weather events in the United States. Environmental Health Perspectives, v. 109, n. 2, p. 191-198, maio 2001. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1240666/. Acesso em: 26 abr. 2020.

GUIMARÃES, Roberto Pereira; FONTOURA, Yuna Fontes dos Reis. RIO+20 OU RIO -20? crônica de um fracasso anunciado, Cadernos EBAPE, v. 10 , n. 3, set. 2012. Disponível em: https://www.passeidireto.com/arquivo/44098706/rio-20-artigo-aula-02. Acesso em: 30 maio 2020.

HARARI, Yuval Noah. Na batalha contra o coronavírus, faltam líderes à humanidade. [S.l.]: Companhia das letras, 2020.

HARVEY, David. A justiça social e a cidade. São Paulo: Hucitec, 1980.

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2015. População rural e urbana, 2015. Disponível em: https://educa.ibge.gov.br/jovens/conheca-o-brasil/populacao/18313-populacao-rural-e-urbana.html. Acesso em: 2 abr. 2020.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA. Técnico do IPEA defendeu a importância do SUS: o tema foi apresentado por Carlos Ocké durante o Simpósio Nacional de Saúde, promovido pela Comissão de Seguridade Social e Família na Câmara dos Deputados. 19 de junho de 2015. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=25665. Acesso em: 2 abr. 2020.

KARASCH, Mary C. A vida dos escravos no Rio de Janeiro (1808-1850). São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

LEFEBVRE, Henri. La révolution urbaine. Paris: Gallimard, 1970.

LEFÈVRE, Ana Maria Cavalcanti et al. Representações sobre dengue, seu vetor e ações de controle por moradores do município de São Sebastião, litoral Norte do Estado de São Paulo, Brasil. Cadernos Saúde Pública, v. 23, n. 7, p. 1696-1706, 2007. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/csp/2007.v23n7/1696-1706/. Acesso em: 17 abr. 2020.

LEVANTAMENTO traça necessidades das cidades castigadas por temporal. Governo do Estado do Rio de Janeiro, [2020]. Disponível em: http://www.rj.gov.br/NoticiaDetalhe.aspx?id_noticia=4876. Acesso em: 2 abr. 2020.

LUZ, Madel Therezinha. Notas sobre as políticas de saúde no Brasil da “transição democrática”: anos 80. Physis, v. 1, n. 1, p. 77-96, 1991. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-73311991000100004&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 2 abr. 2020.

MARQUES, Raphael. Medidas de reestruturação dos municípios. Governo do Estado do Espírito Santo, 21 de janeiro de 2020. Disponível em: https://www.es.gov.br/Noticia/governador-anuncia-medidas-para-reestruturacao-dos-municipios-afetados-pelas-chuvas-no-sul-do-estado. Acesso em: 24 abr. 2020.

MINAS GERAIS. Decreto Nº 47.886, de 15 de março de 2020. Dispõe sobre medidas de prevenção ao contágio e de enfrentamento e contingenciamento, no âmbito do Poder Executivo, da epidemia de doença infecciosa viral respiratória causada pelo agente Coronavírus (COVID-19), institui o Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde do COVID-19 – Comitê Extraordinário COVID-19 e dá outras
providências. Diário Oficial da União: parte 1: Poder Executivo, Minas Gerais, ano 128, n. 56, p. 1, 15 mar. 2020. Disponível em: https://www.portaldoservidor.mg.gov.br/images/caderno1_2020-03-15.pdf. Acesso em: 2 abr. 2020.

MUNICÍPIOS afetados pelas chuvas podem registrar emergências on-line: Estado disponibiliza formulário eletrônico de registro em situações de emergência e calamidade pública no Sistema Único de Assistência Social, Agência Minas, 15 de fevereiro de 2020. Disponível em: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticia/municipios-afetados-pelas-chuvas-podem-registrar-emergencias-on-line. Acesso em: 2 abr. 2020.

MINOWA, Evelyn; MARTINS, Joyce; ALVES, Luana; GONÇALVES, Natália Peccin; PENNACHIONI, Natalia; COUTO, Vanessa. Coronavírus: a falência do sistema capitalista e a defesa radical do SUS: Algumas reflexões sobre a pandemia do COVID-19 e as respostas políticas. Revista Movimento, 16 de março de 2020. Disponível em: https://movimentorevista.com.br/2020/03/coronavirus-falencia-sistema-capitalista-defesa-radical-sus/. Acesso em: 2 abr. 2020.

NASCIMENTO, Elimar Pinheiro. Trajetória da sustentabilidade: do ambiental ao social, do social ao econômico. Estudos Avançados, São Paulo, v. 26, n. 74, p. 51-64, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142012000100005&lng=pt&tlng=pt. Acesso em: 24 abr. 2020.

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE (Brasil). Ministério da Saúde. Desastres Naturais e Saúde no Brasil. Brasília, DF: OPAS, Ministério da Saúde, 2015.

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DE SAÚDE (Brasil). Folha informativa – COVID-19 (doença causada pelo novo coronavírus). OPAS Brasil, 27 de maio 2020. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6101:covid19&Itemid=875. Acesso em: 2 abr. 2020.

PEREIRA, Anderson Martins. Tendências distópicas no Brasil: a fantasia como possibilidade de lidar com o pesadelo na literatura nacional. Alea, Rio de Janeiro, v. 20, n. 3, p. 223-238, set./dez. 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-106X2018000300223&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 24 abr. 2020.

GRAHAM, Stephen. Cidades sitiadas: o novo urbanismo militar. São Paulo: Boitempo Editorial, 2016.

RIBEIRO, Darcy. O processo civilizatório: etapas da evolução sócio-cultural. 10. ed. Petrópolis: Vozes, 1987.

RIBEIRO, Darcy. Teorias do atraso e do progresso. In: CARTA: falas, reflexões, memórias: Informe de distribuição restrita do Senador Darcy Ribeiro. Brasília, DF: Gabinete do Senador Darcy Ribeiro, 1991.

RIBEIRO, Darcy. O povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

RIO DE JANEIRO (Estado). Decreto nº 47.006, de 27 de Março de 2020. Dispõe sobre as medidas de enfrentamento da propagação decorrente do novo coronavírus (COVID-19), em decorrência da situação de emergência em saúde, e dá outras providências. Diário Oficial da União: parte 1: Poder Executivo, Rio de Janeiro, ano 46, n. 58, p. 2-3, 27 mar. 2020.

ROMERO, Marta. Frentes do urbano para a construção de indicadores de sustentabilidade intra urbana. Paranoá: cadernos de arquitetura e urbanismo, Brasília, DF, ano 6, n. 4, p. 4447-62, nov. 2007. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/paranoa/article/view/10522/9264. Acesso em: 12 abr. 2020.

SLEDZIEWSKI, Elisabeth. “Pense nas crises da saúde como crises moral e político”. Anais. Primeira Conferência de Ética e Pandemia de Gripe: Questões éticas, desafios democráticos. Revisão pandêmica. Edição especial. Paris: Espaço ética / AP-HP, janeiro de 2006.

UNIVERSIDADE ABERTA DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE. Organização Mundial de Saúde declara pandemia de coronavírus, 11 de março de 2020. Disponível em: https://www.unasus.gov.br/noticia/organizacao-mundial-de-saude-declara-pandemia-de-coronavirus. Acesso em: 12 abr. 2020.

VELHO, Gilberto. A utopia urbana: um estudo de Antropologia Social. Rio de Janeiro: Zahar, 1973.
Publicado
2020-06-03