DIREITOS HUMANOS, MEIO AMBIENTE E EDUCAÇÃO

  • Adriano Rosa Universidade Santa Úrsula
  • Márcia Cavalcanti Universidade Santa Úrsula
Palavras-chave: Direitos Humanos, Educação, Sustentabilidade e Meio Ambiente

Resumo

Busca-se caracterizar a relevância do ensino dos direitos humanos a partir da lógica de que ele está presente em todos os atos de nossa vida cotidiana e que para gerar cidadãos participativos precisa ser ensinado. Parte-se da premissa que o direito à vida exige a qualidade de um ambiente ecologicamente equilibrado e sustentável, o que implica reconhecer a interdependência entre os direitos humanos e o meio ambiente. O trabalho é fruto de uma pesquisa bibliográfica.

Referências

BERGER, P. Perspectivas sociológicas. Petrópolis: Vozes, 1978

AGÊNCIA SENADO. Para especialistas, direitos humanos e proteção ao meio ambiente estão ligados. Brasília. 22 maio 2017. Disponível em: . Acesso em: 28 out. 2018.

ANDRADE, V. F. DO DIREITO FUNDAMENTAL À SEGURANÇA PÚBLICA: análise crítica do sistema constitucional de segurança pública brasileiro. Orientador: Lafayette Pozzoli. Tese (Direito). São Paulo, PPGD/PUC, 2010.

BARBOSA, V. 20 empresas-modelo em responsabilidade socioambiental. Exame, São Paulo, 13 set 2016. Negócios. Disponível em: . Acesso em: 28 out. 2018.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: Acesso em: 21 set 2018.

BRASIL. Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de educação ambiental e dá outras providências. Disponível em: Acesso em: 21 set 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução n. 2, de 15 de junho de 2012. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Disponível em: . Acesso em: 28 out. 2018.

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS. Assembleia Geral das Nações Unidas em Paris. 10 dez. 1948. Disponível em: . Acesso em: 15 out. 2018.

DURKHEIM, E. Sociologia. Coleção Grandes Cientistas Sociais. São Paulo: Ática, 1978.

HAMMARSTRÖN & CENCI, v(5), n°5, p. 825 - 834, 2012. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental REGET/UFSM (e-ISSN: 2236-1170).

ORGANIZAÇÃO das Nações Unidas. Declaração de Estocolmo sobre o Ambiente Humano (Declaração de Estocolmo), adotada de 5 a 16 de junho de 1972. Disponível em: . Acesso em: 28 out. 2018.

ORGANIZAÇÃO das Nações Unidas. Pacto Global. Disponível em: . Acesso em: 28 out. 2018.

PREFEITURA Municipal de Vitória. Estado do Espírito Santo. Subsecretaria de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos. Gerência de Políticas de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos. PROJETO ESCOLA PROMOTORA DE DIREITOS HUMANOS. Espirito Santo: Vitória, 2014. Disponível em: . Acesso em: 28 out. 2018.

SANTOS, B. S. Reconhecer para libertar: os caminhos do cosmopolitanismo multicultural. Introdução: para ampliar o cânone do reconhecimento, da diferença e da igualdade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003: 56).
Publicado
2018-12-06