OS OLHARES SOBRE A AMÉRICA LATINA

  • Miriam Barros Dias da Silva UNISUAM
Palavras-chave: Indigenismo, Sarmiento, Prada, Martí e Mariátegui

Resumo

Ao longo dos séculos XIX e XX, vários intelectuais dedicaram tempo de suas vidas para pesquisar  se seria possível estabelecer um projeto que explicasse a origem da identidade da América Latina, buscando elucidar em que se baseiam os males do continente que justificariam o atraso dos países latino-americanos. Para isso, cada um adotou os preceitos que melhor se adequassem as visões que  os  pesquisadores  tinham sobre o continente americano. Dentre os teóricos que dedicaram- se a essas questões  encontram-se  Domingos Faustino Sarmiento, Manuel  González Prada, José Martí e José Carlos Mariátegui.

Biografia do Autor

Miriam Barros Dias da Silva, UNISUAM

Especialista em História e Cultura da América Latina. Graduada em História pelo Centro Universitário Augusto Motta (UNISUAM).

Referências

ALMEIDA, Carina Santos; NOTZOLD, Ana Lúcia Vulfe. A luta pela terra em território Kaingang: os conflitos na Terra Indígena Xapecó (SC/Brasil) ao longo do século XX. Revista Anos 90, Porto Alegre, v. 18, n.34, p.279-303, 2011.

BEIRER, José Luis. Breve história da Argentina. São Paulo: Ática, 1996.

BETHELL, Leslie (Org). História da América Latina: América Latina Colonial. Vol II. 2.ed. Tradução de Maria Clara Cescato, Brasília:Edusp,1998.

BROW, Dee. Enterrem meu coração na curva do rio. São Paulo: Círculo do Livro,2003.

CARVALHO, Eugênio Rezende. Ideias e Identidade na América: Quatro Visões. In: Estudos Ibero-americanos, vol.24, nº2, 1998.

CARVALHO, Eugênio Rezende. O Projeto Utópico da “Nuestra América” de José Martí. Goiânia:mimeo,1995. Dissertação de Mestrado apresentada junto ao programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Góias.

FAVRE, Henri. O movimento indigenista na América Latina. Organizadores:Maria Teresa Toribio B. Lemos; Alexis T. Dantas e Paulo Roberto G. Seda. Tradução Mariana Nazareth, RJ: UERJ/Nucleas, 2011.

FIRMIANO, Frederico Daia. A “questão agrária” em Mariátegui. Revista Espaço Acadêmico.Ano XII, nº 112, 2012. ISSN:1519-6186

GUAZZELI, Cesar Augusto Barcellos. Sarmiento e seus monstros: caudilhos, deserto e violência na Argentina do século XIX. Revista História da Historiografia. Ouro Preto, nº 7, p. 29- 55, 2011. ISSN: 1983-9928

GIL, Antonio Carlos Amador. As culturas indígenas e a nação:negação ou valorização? A imagem do indígena construída pelo indigenismo mexicano pós-revolucionário na primeira metade do século XX. ANOS 90, Porto Alegre, v.18, nº 34, p. 339-359, dezembro de 2011.

KARNAL, Leandro. Um mundo às vésperas do colapso.Revista História Viva, ano V, nº 48, p. 40- 45, 2007.

MARIÁTEGUI, Jose Carlos. Sete ensaios de interpretação da realidade peruana. Rio de Janeiro, Expressão Popular, 2010.

PASSETI, Gabriel. Confederações indígenas em luta por participação política, comercial e territorial. Revista História, São Paulo, 2009, p.107- 142.

PASSETI, Gabriel. De “civilização e barbárie” às “campanhas do deserto”. Relações políticas e guerras entre indígenas e criollos no sul da Argentina (1852-1885. Diálogos, DHI/PPH/UEM, v. 9 , n. 3, 2005, p. 223-227.

PRADA, Manuel Gonzalez. “Nuestros Indios”. In: ZEA, Leopoldo (compliador).
Fuentes de la cultura latinoamericana. México, Fondo de Cultura Económica, 1995.

REICHEL, Heloisa J. “A participação dos indígenas na construção do Estado argentino”. In: Américas – Projeto História, nº 31, (2005). Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/view/2408

SARMIENTO, Domingo Faustino. Conflicto y Armonía de las Razas en América- Conclusiones. In: In:ZEA, Leopoldo (compliador). Fuentes de la cultura latinoamericana. México, Fondo de Cultura Económica, 1995.

SARMIENTO, Domingo Faustino. Facundo o civilización y barbárie. Buenos Aires: Editorial Sopena Argentina, 1952.

SILVA, Edson Hely. O lugar do índio. Conflitos, esbulhos de terras e resistência indígena no século XIX: o caso de Escada- PE (1860-1880). Dissertação apresentada ao Curso de Mestrado em História da Universidade Federal de Pernambuco, em cumprimento às exigências parciais para a obtenção do grau de Mestre em História. Orientador: Prof. Dr. Marcus Joaquim Maciel de Carvalho, 1995.

SILVA, Giovani José da. Séculos de história indígena no coração da América do Sul: os chiquitano no (atual) oriente boliviano. ANOS 90, Porto Alegre, v.18, nº 34, p. 159-186, dezembro de 2011.
Publicado
2018-11-29