A TRAJETÓRIA HISTÓRICA DA MULHER NO BRASIL: DA SUBMISSÃO À CIDADANIA

  • Crisna Maria Muller Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG
  • Marcia Besing Universidade do Oeste de Santa Catarina
Palavras-chave: Mulher, Trajetória histórica, Opressão, Emancipação

Resumo

O presente artigo objetiva resgatar a trajetória histórica do tratamento dispensado às mulheres, sob o prisma das principais condicionantes, tais como relações econômicas, legislação, crenças, valores, costumes e a cultura em geral, que criaram uma superestrutura ideológica de discriminação do universo feminino. Ademais, busca verificar a evolução social e legal conquistada pelas mulheres no Brasil, com destaque para a atuação dos movimentos feministas e dos movimentos sociais. A abordagem da temática desenvolveu-se de forma interdisciplinar, com aplicação do método de abordagem indutivo e do procedimento da pesquisa bibliográfica. A conclusão é de que as conquistas do ponto de vista legal e social ampliaram a cidadania e emancipação das mulheres, reconhecendo-as como cidadãs plenas de direitos, contudo o desafio é materializar a igualdade de gênero, com respeito às diferenças, e superar a ideologia que naturalizou a submissão das mulheres no decorrer da história.

Biografia do Autor

Crisna Maria Muller, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG

Mestre em Ciências Sociais Aplicadas pela Universidade Estadual de Ponta Grossa/PR, na linha de Estado, direitos e políticas públicas. Graduada em Direito pela Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campus de São Miguel do Oeste/SC. Especialista em Direito Civil e Direito Processual Civil pela Universidade do Oeste de Santa Catarina (2011/2012) e Direito Constitucional (2014). OAB/SC 32066. Assistente de Promotoria de Justiça do Ministério Público do Estado de Santa Catarina.

Marcia Besing, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Assistente Social, especialista em Direitos Fundamentais da Família, Criança e Adolescente pela Universidade do Oeste de Santa Catarina- UNOESC/SC. Atua como assistente social junto ao CREAS do Município de Maravilha/SC.

Referências

BELOV, Graça. A Questão Feminina: Gênero, Identidade e Direitos. 2007. Disponível em: . Acesso em: 30 nov. 2014.

____________. A Questão Feminina: Gênero, Identidade e Direitos. TV Justiça. Vídeo Palestra. Brasília: 2007. 1 videocassete (02h20min).

BRASIL. Constituição República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

_______. Lei 8.212 e 8.213, de 24 de julho de 1991. Legislação Federal – Trabalhador rural – Lei 11718, de 20.06.08. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2014

Brasil República. Ditadura Militar. 21 nov. 2007. Disponível em:. Acesso em: 08 jun. 2014.

BASSANEZI, Carla. Mulheres dos anos dourados. In: História das Mulheres no Brasil. PRIORE, Mary Del. (org.); BASSANEZI, Carla (coord. de textos). 8. ed. São Paulo: Contexto, 2006. p. 607 – 639.

COSTA, Ana Alice. Gênero, Poder e Empoderamento das Mulheres. Disponível em:. Acesso em: 17 nov. 2014.

FALCI, Miridan Knox. Mulheres do Sertão Nordestino. In: História das Mulheres no Brasil. PRIORE, Mary Del. (org.); BASSANEZI, Carla (coord. de textos). 8. ed. São Paulo: Contexto, 2006. p. 241 – 277.

FLORES, Maria Bernadete Ramos. Se me deixam falar – Trabalho da memória / Memória do Trabalho / Trabalho e Festa. In: MORGA, Antonio. Org. História das Mulheres de Santa Catarina. Chapecó: ARGOS, 2001. p. 269 – 285.

FRIEDMANN, John. EMPOWERMENT: Uma Política de Desenvolvimento Alternativo. Tradução de Carlos Silva Pereira. Revisão técnica de Ana I. Madeira e Rita Pimenta. Oeiras: CELTA, 1996. 195p.

GASPARETO, Sirlei A. K. et al. CAMPONESA. MMC /SC. Ano I. Revista I. Dez. 2005. 16p.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de Pesquisa Social. São Paulo: ATLAS, 1999.

GIULANI, Paola Cappellin. Os Movimentos de trabalhadoras e a sociedade brasileira. In: História das Mulheres no Brasil. PRIORE, Mary Del. (org.); BASSANEZI, Carla (coord. de textos). 8. ed. São Paulo: Contexto, 2006. p. 640 – 667.

LOURO, Guacira Lopes. Mulheres na sala de aula. In: História das Mulheres no Brasil. PRIORE, Mary Del. (org.); BASSANEZI, Carla (coord. de textos). 8. ed. São Paulo: Contexto, 2006. p. 443 – 481.

__________. Movimento de Mulheres Camponesas. Um 8 de março de muitas reivindicações. 2007. Disponível em: . Acesso em: 08 jun. 20014.

RAGO, Margareth. Trabalho feminino e sexualidade. In: História das Mulheres no Brasil. PRIORE, Mary Del. (org.); BASSANEZI, Carla (coord. de textos). 8. ed. São Paulo: Contexto, 2006. p. 578 – 606.

RIBEIRO, Antônio Sérgio. A Mulher e o Voto. Disponível em: . Acesso em: 11 set. 2014.

RODRIGUES, Almira. Construindo a perspectiva de gênero na legislação e nas políticas públicas. 2001. CFEMEA. Cadernos 12: Estudos de Gênero, Goiânia (2003). Disponível em: . Acesso em: 18 set. 2014.

SAFFIOTI, Heleieth Iara Bongiovani. Gênero, patriarcado, violência. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2004. 151p.

_____________________________. O poder do macho. São Paulo: Moderna, 1987. Coleção Polêmica. 120p.

SARDENBERG, Cecília M. B. E COSTA, Ana Alice A. Feminismos, feministas e Movimentos Sociais. In: BRANDÃO, Margarida Luíza Ribeiro e BINGEMER, Maria Clara L. (Orgs.). Mulher e Relações de Gênero. Seminários especiais. Centro João XXIII. São Paulo: Loyola, 1994. p. 81 – 114.
SILVA, Telma Gurgel. O Feminismo como um movimento de transformação social. Entrevista. IHU On-line. Revista do Instituto Humanitas Unisinos. São Leopoldo, 05 mar de 2007. Edição 210.

SOUZA, Adriana de. Uma “balançada” na estrutura social. Entrevista. IHU On-line. Revista do Instituto Humanitas Unisinos. São Leopoldo, 05 mar de 2007. Edição 210.

TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 2003. 179p.

TONERA, Roberto. "A Tragédia de Desterro". 2004. Disponível em: . Acesso em: 28 nov. 2014

VERUCCI, Florisa. Mulher e Família na Nova Constituição Brasileira. In: TABAK, Fanny e VERUCCI, Florisa. (Org.). A Difícil Igualdade: os direitos da Mulher como direitos humanos. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1994. p.55-75.

VILLANUEVA, Concepción Fernandez; GALLEGO, Mayte. Trad. VERUCCI, Florisa. Obstáculos para o Exercício dos Directos das Mulheres. In: TABAK, Fanny; VERUCCI, Florisa. (Org.). A Difícil Igualdade: os direitos da Mulher como direitos humanos. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1994. p.161-174.
Publicado
2018-11-29