RECUPERAÇÃO DE ESTRUTURAS DE CONCRETO COM CORROSÃO

ESTUDO DE CASO EM PILARES DE UM PRÉDIO EM ICARAÍ - NITERÓI/RJ

  • Marcelle Fernandes da Costa CEFET/RJ
  • Daniela Berkes Antunes CEFET/RJ
  • Amaro Francisco Codá dos Santos
Palavras-chave: Recuperação estrutural, Estruturas de concreto, Patologias, Corrosão

Resumo

As estruturas de concreto armado são muito utilizadas na execução da maioria das edificações no país. Essas estruturas, no entanto, desenvolvem com o passar do tempo, patologias que podem ser decorrentes de falhas de projetos e/ou construtivas, da agressividade do meio, ou até mesmo ao longo de sua utilização. O processo de corrosão destaca-se como uma das patologias mais agressivas que causam danos nocivos a estrutura ao comprometerem suas armaduras, causando perda de seção e, consequentemente, perda de resistência. Para isso, torna-se de grande importância a necessidade de haver manutenções ao longo do tempo, garantindo sua vida útil e, consequentemente sua segurança. O presente estudo aborda uma edificação situada na região da praia de Icaraí na cidade de Niterói/RJ, que apresentava a maioria de suas estruturas de concreto armado deterioradas pelo avanço da corrosão. Foi dado enfoque nos principais motivos que levaram ao avanço dessa patologia, tais como as falhas construtivas identificadas, dentre elas: o mau adensamento do concreto, granulometria acima do recomendado, cobrimento inferior ao exigido; além do meio ambiente agressivo. Sendo assim, detalhou-se o processo adequado de recuperação estrutural realizado no local, a fim de inibir o avanço da corrosão, além de descrever a forma correta de execução de recuperação de estruturas, ressaltando a importância da manutenção para a vida útil e de fazê-la com segurança.

Publicado
2021-08-24
Seção
Engenharias