MÉTODO 300 E SOCRATIVE: UMA EXPERIÊNCIA COM O USO DA METODOLOGIA ATIVA ALIADA À TECNOLOGIA NO CICLO BÁSICO DAS ENGENHARIAS

  • Pedro Paulo Sena Passos Centro Universitário Augusto Motta
Palavras-chave: Método 300, Metodologias Ativas, Ciclo Básico das Engenharias, Tecnologia, Socrative

Resumo

As metodologias ativas vêm sendo centro de discussão para a implementação e aprimoramento por várias instituições de ensino. Uma delas é o “Método 300”, criada em 2013 pelo Professor Ricardo Fragelli da Universidade de Brasília (UnB), motivado pelo alto índice de reprovação nas suas turmas de Cálculo 1 do ciclo básico das engenharias. Trate-se de uma metodologia baseada em aprendizagem ativa e colaborativa em que alunos que se destacam na primeira avaliação ajudam os que tiveram pior desempenho e são bonificados de acordo com o avanço dos integrantes da sua equipe. A utilização da tecnologia através do programa Socrative, classificado como uma das TICs (Tecnologias da informação e educação), tornou o método bem mais atrativo e dinâmico, pois os resultados das avaliações foram fornecidos instantaneamente. A experiência fornece a opinião dos alunos sobre as metodologias ativas através de pesquisa pelo Google Forms e os gráficos gerados pelo aplicativo. Os resultados são mostrados através de dados importados pelo Excel.

Publicado
2021-08-24
Seção
Interdisciplinares