COMPARATIVO ENTRE LÂMPADAS FLUORESCENTES E LÂMPADAS DE LED SOB A VISÃO DO SUPERDIMENSIONAMENTO EM SUA SUBSTITUIÇÃO

  • Tárcis Reis Pinto
  • Geraldo Motta Azevedo Júnior

Resumo

O presente artigo aborda como o avanço da tecnologia e incentivos para a redução de
consumo de energia elétrica são questões que têm crescido no mercado nacional e internacional. Atualmente as lâmpadas fluorescentes convencionais têm sido substituídas por lâmpadas de LED visando à redução de consumo de energia elétrica apresentando uma melhor eficiência. Este trabalho apresenta um estudo comparativo entre as
duas tecnologias de modo a demonstrar a eficiência luminosa entre as tecnologias para
que durante o processo de retrofit não ocorra superdimensionamento no quesito de
luminosidade necessária para o ambiente em relação às normas vigentes que
determinam os valores de luminosidade para o desenvolvimento de atividades.
O trabalho foi realizado com o auxílio de um software de cálculos luminotécnicos
chamado DIALux, em que é possível utilizar dados fornecidos diretamente de
diferentes fabricantes de lâmpadas e luminárias. O estudo apresenta resultados para
diferentes ambientes onde foi possível demonstrar a superioridade das lâmpadas de
LED em comparação com as lâmpadas fluorescentes convencionais, representando
assim a possível redução dos quantitativos permanecendo com a eficiência
luminosa de acordo com as normas vigentes. O estudo conclui que de acordo
com as atividades realizadas torna-se viável a redução do quantitativo de lâmpadas ou luminárias, permitindo assim a redução de potência instalada e, consequentemente, o consumo de energia elétrica, com a vantagem adicional da redução de manutenção nos sistemas de iluminação.

Publicado
2020-07-21
Seção
Engenharias