ESTUDO DA ESTIMATIVA DA CONTRIBUIÇÃO DA CORRENTE DE FUGA NA CALIBRAÇÃO DE RESISTORES PADRÃO UTILIZANDO O MÉTODO DE CALIBRAÇÃO POTENCIOMÉTRICO NA FAIXA DE 100 KΩ A 1 GΩ COM FONTE ALIMENTAÇÃO DE 10 VCC

  • Márcio Cândido da Silva INMETRO
Palavras-chave: Metrologia Elétrica, Corrente de Fuga, Método Potenciométrico, Resistor de Alto Valor

Resumo

O presente artigo aborda o uso de metodologias disponíveis em um equipamento comercial para calibrar resistores padrão na faixa de 100 kΩ a 1 GΩ com tensão de calibração de 10V. Essas medições são realizadas através de uma ponte automática de altos valores de resistência para buscar metodologias capazes de estimar a contribuição da incerteza de medição devido a corrente de fuga em calibração de resistores padrão. A calibração de resistores padrão pode ser afetada por diversas grandezas tais como: temperatura, umidade, tensão aplicada, short term drift e corrente de fuga devido a isolação dos terminais e cabos de ligação dos resistores. Durante as calibrações de resistores de alto valor de resistência utilizando o método potenciométrico, a maioria das grandezas de influência são controladas, excetuando-se a corrente de fuga que depende do material utilizado na fabricação do resistor e cabos de ligação.

Publicado
2021-01-07
Seção
Engenharias