BIOCONCRETO: A PRÓXIMA GERAÇÃO DE CONCRETO AUTO-REPARÁVEL

  • Fabiano Battemarco da Silva Martins UNIGAMA
  • Jose Roberto Moreira Ribeiro Gonçalves Centro Universitário Augusto Motta - UNISUAM
  • Liliane da Silva Paula
Palavras-chave: Bioconcreto, Biomineralização, Fissuras

Resumo

O bioconcreto é uma tecnologia que vem sendo muito estudada devido a sua peculiaridade e seus benefícios, pois o crescimento da população mundial e as economias em expansão são duas das principais razões para uma crescente demanda por edifícios e infraestrutura. Em maior parte dos casos, o concreto é o principal elemento de construção dessas estruturas que atendem essas necessidades. A falta de qualidade desses materiais resulta em manutenção e reparo prematuros ou mesmo em desativação e demolição de estruturas, sendo necessária a aplicação de um produto que pudesse reparar essas estruturas de forma segura.  Este artigo será uma pesquisa bibliográfica que objetiva introduzir o conceito do Bioconcreto, um material que possui características que permitem a interrupção de fissuras e porosidades interligadas, por meio da precipitação de carbonato de cálcio metabolizada por bactérias. Mas mesmo estruturas de boa qualidade sofrem com o envelhecimento dos materiais dos quais essas estruturas foram construídas. Diante desse fato, considera-se um grande desafio para projetar materiais com um potencial inerente para se reparar uma vez iniciado quaisquer espécimes de deterioração ou envelhecimento.

Biografia do Autor

Fabiano Battemarco da Silva Martins, UNIGAMA

Mestre em Engenharia Agrícola e Ambiental pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ, 2020), especialização em Engenharia Elétrica com ênfase em Instalações Elétricas pela União Brasileira de Faculdades (UniBF, 2020), especialização em Engenharia de Avaliações e Perícias pela União Brasileira de Faculdades (UniBF, 2020), MBA em Gestão de Negócios Imobiliários pela União Brasileira de Faculdades (UniBF, 2020), especialização em Saneamento pela Faculdade Futura (FF, 2020), especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional pela Faculdade Futura (FF, 2020), especialização em Auditoria e Perícia Ambiental pela Faculdade Dom Alberto (FDA, 2020), especialização em Avaliação Educacional pela Faculdade Dom Alberto (FDA, 2020), especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho pela Faculdade Venda Nova do Imigrante (FAVENI, 2020), especialização em Gestão Escolar (Administração, Supervisão, Orientação e Inspeção) pela Faculdade Venda Nova do Imigrante (FAVENI, 2020), especialização em Docência e Gestão na Educação a Distância pela Faculdade Venda Nova do Imigrante (FAVENI, 2020), MBA em Gestão Empresarial pela Faculdade de Educação do Piaui (FAERPI, 2017), especialização em Administração e Supervisão Escolar pela Universidade Cândido Mendes (UCAM, 2011), graduado em Engenharia Ambiental e Sanitária pelo Centro Universitário Celso Lisboa (UCL, 2017), graduado em Engenharia Civil pelo Centro Universitário Augusto Motta (UNISUAM, 2016), licenciado em Física pela Faculdade de Educação do Piaui (FAERPI, 2015) e licenciado em Matemática pela Universidade Estácio de Sá (UNESA, 2007). Atualmente é professor da Universidade Santa Úrsula (USU), professor do Centro Universitário Gama e Souza (UNIGAMA), coordenador do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária do Centro Universitário Gama e Souza (UNIGAMA), coordenador do curso de Pós-graduação em Docência do Ensino Superior do Centro Universitário Gama e Souza (UNIGAMA) e Perito Judicial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Tem experiência como editor e revisor de Revista Científica.

Publicado
2021-04-22
Seção
Engenharias