AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DO MÉTODO DE SECAGEM NAS PROPRIEDADES DE PARTÍCULAS POLIMÉRICAS DE POLI(ÁCIDO LÁTICO)

  • Flora Ferreira Duarte de Oliveira Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ
  • Mariana Sato de S. B. Monteiro Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ
  • Lívia Rodrigues de Menezes Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ
  • Isabel de Feitas Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ
  • Maria Inês Bruno Tavares Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ

Abstract

As partículas poliméricas são estruturas complexas, que podem ser produzidas a partir de diversos tipos de polímeros, e as suas propriedades físico-químicas podem ser modificadas a fim de alterar o perfil de liberação de ativos. Neste estudo foram obtidas partículas poliméricas de poli(ácido lático) (PLA), pela técnica de emulsão/difusão, com a utilização de poloxamer (PF68) como tensoativo do sistema. Depois de preparadas as partículas, a suspensão resultante foi seca por dois métodos: Spray Dryer ou secagem por aspersão e Liofilização, e caracterizados por Espalhamento Dinâmico de Luz (DLS) Análise Termogravimétrica (TGA), Calorimetria Diferencial de Varredura (DSC). No TGA, observou-se dois eventos de degradação, os quais podem ser relacionados aos componentes da formulação (PLA e PF68). Quando as amostras foram analisadas por DLS, a amostra seca por spray dryer teve menor tamanho de partícula do que a amostra liofilizada. Na análise de TGA, ambas as amostras mostraram que a temperatura de degradação inicial foi menor do que as dos polímeros puros (PLA e PF68) e esse resultado está correlacionado com o tamanho da partícula. A amostra liofilizada apresentou a maior temperatura (Tonset), devido a um colapso das partículas oriundo da falta de crioprotetor. Por meio da técnica de calorimetria diferencial de varredura (DSC) tem-se que, a amostra obtida por spray dryer possui 2 populações de cristais, que são apresentados por um pico alargado, em temperaturas mais baixas, resultante de cristais menores ou mais imperfeitos e um pico de cristais mais perfeitos ou maiores, em temperaturas mais elevadas. Já a amostra liofilizada há apenas uma população de cristais. O grau de cristalinidade das partículas obtidas por liofilização e por spray dryer foi de 28% e 61%, respectivamente. Dessa forma, as partículas desenvolvidas por spray dryer apresentaram uma maior organização. A utilização de diferentes técnicas de secagem de partículas representa uma estratégia para produzir sistemas poliméricos com diferentes características.

Author Biographies

Flora Ferreira Duarte de Oliveira, Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ

Mestre em Ciência e Tecnologia de Polímeros pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ. Instituto de Macromoléculas Profa. Eloisa Mano, IMA/UFRJ, Centro de Tecnologia, Bloco J, Ilha do Fundão, CP 68525, CEP: 21945-970, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Mariana Sato de S. B. Monteiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ

Professora Adjunta da Faculdade de Farmácia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Lívia Rodrigues de Menezes, Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ

Doutora em Ciência e Tecnologia de Polímeros pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ. Instituto de Macromoléculas Profa. Eloisa Mano, IMA/UFRJ, Centro de Tecnologia, Bloco J, Ilha do Fundão, CP 68525, CEP: 21945-970, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Isabel de Feitas, Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ

Graduanda do Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais, Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Maria Inês Bruno Tavares, Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ

Doutora em Ciência e Tecnologia de Polímeros pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ. Instituto de Macromoléculas Profa. Eloisa Mano, IMA/UFRJ, Centro de Tecnologia, Bloco J, Ilha do Fundão, CP 68525, CEP: 21945-970, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Published
2019-09-24
Section
ARTIGOS