ASPECTOS CLÍNICOS E TRATAMENTO ADJUVANTE NA CARDIOMIOPATIA CHAGÁSICA

  • Verlaine de Melo de Sá Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM
  • Maria do Carmo Santos Pereira Vicente Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM
  • Glauce Maria Nunes de Araújo Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM
  • Mayara da Costa Chambela Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM
  • Riethe de Oliveira Rocha Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM

Resumo

A Cardiomiopatia Chagásica compromete o músculo cardíaco do indivíduo infectado e, dentre as complicações cardíacas presentes, a de maior importância é a Insuficiência Cardíaca Congestiva. O tratamento farmacológico tem a finalidade de impedir o progresso das complicações da forma cardíaca e manter a função cardíaca, pois as agressões cardíacas, desencadeadas pela resposta imune do indivíduo infectado, favorecem eventos de necrose, fibrose, arritmias e tromboembolismo, que podem culminar com o óbito do paciente chagásico. O objetivo deste estudo foi descrever a cardiomiopatia chagásica, bem como o tratamento disponível para esta patologia. O tratamento da doença de Chagas está restrito a apenas dois medicamentos, sendo apenas um deles, produzido no Brasil, o Benznidazol. Quase 110 anos após sua descoberta, a Doença de Chagas ainda apresenta um alto índice de morbimortalidade. Observou-se que a terapia farmacológica disponível é restrita e não específica para a doença.

Biografia do Autor

Verlaine de Melo de Sá, Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM

Farmacêutica, graduada pela UNISUAM, Rio de Janeiro, RJ.

Maria do Carmo Santos Pereira Vicente, Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM

Farmacêutica, graduada pela UNISUAM, Rio de Janeiro, RJ.

Glauce Maria Nunes de Araújo, Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM

Doutora em Ciências, UFRJ. Docente do curso de Graduação em Farmácia, UNISUAM. Docente do curso de Medicina FMP/Fase.

Mayara da Costa Chambela, Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM

Doutora em Pesquisa Clínica, FIOCRUZ. Docente do curso de Graduação em Farmácia, UNISUAM e UCB. Docente do curso de Medicina FMP/Fase.

Riethe de Oliveira Rocha, Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM

Mestre em Ciências, UFRJ. Docente do curso de Graduação em Farmácia, UNISUAM, Rio de Janeiro, RJ.

Publicado
2018-12-19
Seção
ARTIGOS