O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  • URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • O texto está em espaço simples; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.

Diretrizes para Autores

INFORMAÇÃO PARA AUTORES

Todos os textos serão submetidos à análise do Conselho Editorial e a pareceristas ad hoc, sob a forma de duplo anonimato, os quais poderão sugerir ao autor modificações de estrutura ou conteúdo. Os avaliadores verificarão o ineditismo dos textos por meio de ferramentas virtuais antiplágio.

FORMATAÇÃO DOS ARTIGOS A SEREM SUBMETIDOS 

Os artigos resultantes de pesquisas científicas, devem apresentar dados originais empíricos ou teóricos, dotados de metodologia qualitativa e/ou quantitativa, que produzam informações sobre determinados grupos em relação ao movimento humano em suas diferentes vertentes.

Sua composição deverá conter as seguintes partes: título, resumo (com palavras-chave), título em inglês, abstract (com key-words), introdução, metodologia, resultados, discussão, considerações finais e referências. O número de páginas não poderá exceder 25.

APRESENTAÇÃO GERAL

Deve ser utilizada a fonte Calibri no tamanho de letra 12, exceto em citações diretas longas (com mais de três linhas), nota de rodapé, paginação e legenda, para estas é utilizado tamanho 10. O texto deve ser justificado.

Tamanho do papel e Margens

Papel branco no formato A4. Margens: 2,5 cm

 

Espaço entre as Linhas

 No corpo do texto utiliza-se espaço 1,5 entre as linhas. Existindo algumas exceções:

•  Quando é feita uma citação direta longa (com mais de três linhas), utiliza-se espaço simples entre as linhas e letra tamanho 10;

•  Nas notas de rodapé também o espaço entre as linhas é simples e letra tamanho 10;

•  Nas Referências utiliza-se espaço simples separadas entre si por dois espaços simples;

•  Os indicativos de seção são alinhados à margem esquerda e separados do texto do documento por um espaço entre as linhas de 1,5.

Indicativos de Seção

O indicativo numérico de uma seção precede seu título com alinhamento esquerdo, separado por um espaço de caractere. Não devem ser utilizados ponto, hífen, travessão ou qualquer sinal após o indicativo de seção ou de seu título. Todas as seções devem conter um texto relacionado com elas.

Os títulos, sem indicativo numérico (sumário, resumo, referências e outros), devem ser alinhados à esquerda.

Ilustrações e Quadros

O título deverá ser colocado em sua parte superior, Fonte 12, espaço simples, precedido da palavra que a designe (Figura, fluxograma, quadro, entre outros) e de seu número de ordem em algarismos arábicos, ex.: Figura 1 - ;

As fontes e eventuais notas aparecem em seu rodapé, após o fechamento, utilizando-se o tamanho 10;

 

Tabelas

O título deverá ser colocado na parte superior, precedido da palavra Tabela e de seu número de ordem em algarismos arábicos.

As fontes e eventuais notas aparecem em seu rodapé, após o fechamento, utilizando-se o tamanho 10.

 

 

CITAÇÕES

Estão relacionados os principais padrões para apresentação de citações em textos, pelo sistema autor-data, com base na norma técnica ABNT NBR 10520:2002.

Regras:

a) As citações podem ser diretas , quando se tratar de uma transcrição textual de parte de uma obra consultada, ou indiretas quando se tratar de um texto baseado na obra consultada.

b) As citações são feitas por chamadas pelo sobrenome do autor (autor principal) ou instituição (se não houver autor). Dependendo do contexto as chamadas podem ocorrer de duas formas:

Para as citações indiretas, que são aquelas que são baseadas na obra de determinado autor, indica-se o último sobrenome do autor com caixa baixa, seguido do ano de publicação entre parênteses.

Para as citações diretas, que são aquelas que são a transcrição parcial do texto de um determinado autor, deve-se inserir o último sobrenome do autor citado com letras maiúsculas, entre parênteses, junto com o ano da publicação e a página da fração da qual o texto utilizado foi extraído.

c) As citações diretas são destacadas entre aspas duplas, quando o tamanho for até três linhas. Superior a três linhas devem vir destacadas, em espaço simples, recuo na margem esquerda de 4 cm e tamanho da letra 10.

d) Indicar, para as citações diretas, o número da página do qual foi extraio o trecho citado.

e) Supressões em transcrições textuais devem ser indicadas por reticências entre colchetes: [...].

f) Quando houver coincidência de abreviatura de nomes de autores distintos, deve-se acrescentar o prenome do mesmo na chamada.

Exemplo: (SOUZA, B., 2005)  → (SOUZA, Bruno, 2005)

 

REFERÊNCIAS

Autor pessoal

Indica(m)-se o(s) autor (es), pelo último sobrenome, em maiúsculas, seguido das iniciais do prenome(s) e outros sobrenomes, abreviados ou não. Recomenda-se o mesmo padrão para toda a lista de referência. Os nomes devem ser separados por ponto-e-vírgula, seguido de espaço.

ALVES, R. B.; SANTOS, C.M. Ciência ambiental. Rio de Janeiro: Forense, 1995. 250p.

Autor entidade

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Catálogo de teses da Universidade de São Paulo. São Paulo: Edusp, 1995. 467p.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental. Brasília, 1998.

Autoria desconhecida

DIAGNÓSTICO ambiental de uma área de manguezal próxima ao rio Juqueriquerê. São Paulo: Câmara Técnica. 1999. 56p.

Título e subtítulo do trabalho

O título (com negrito) e o subtítulo (se houver, sem negrito) devem ser reproduzidos tal como figuram no documento, separados por dois pontos.

NUNES, R. A. Ecotoxicologia: o estado da arte no Brasil. Rio de Janeiro: Loyola, 1990. 143p.

Artigo e/ou matéria de revista, boletim, etc.

GURGEL, C. Reforma do Estado e Segurança pública. Política e Administração, Rio de Janeiro, v. 3, n. 2, p. 15-21, set. 1997.

Livro

MARTINS, S. Efeitos de contaminantes em peixes. São Paulo: Atual, 1999. 345p.

Capítulo de Livro

ROMANO, G. Imagens da juventude na área moderna. In: LEVI, G.; SCHMIDT, J. (Org.). História dos Jovens. São Paulo: Companhia das Letras, p. 7-16. 1996.

Monografia consultada em meio eletrônico

CESAR, A. Metodologia de trabalho científico. 2. ed. Santos: UNISANTA, 2002. 159p. Disponível em: <http://unisanta.br/professor/tcc/>. Acesso em: 10 jan. 2003.

Parte de Monografia

ROMANO, G. Imagens da juventude na área moderna. In: LEVI, G.; SCHMIDT, J. (Org.). História dos Jovens. São Paulo: Companhia das Letras, p. 7-16. 1996.

Publicação periódica (Artigo ou matéria de revista, boletim, etc.)

 

FARIA, E. J. da C. de; PINA, A.; FREITAS, F. M. de C. O mito do desporto é saúde. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v. 11, n. 1, p. 79-80, set. 1989.

Publicação periódica consultada em meio eletrônico

CESAR, A. Sensitivity of Mediterranean amphipods and sea urchins to reference toxicants. Ciências Marinas, México; v. 28, n. 4, p. 407-417, 2002. Disponível em: <http://redalyc.uaemex.mx/redalyc/pdf/480/48028408.pdf>. Acesso em: 05 dez. 2003.

Artigo e/ou matéria de jornal

NAVES, P. Lagos Andinos dão banho de beleza. Folha de São Paulo. São Paulo, 28 jun. 1999. Folha Turismo, Caderno 8, p. 13.

Trabalho apresentado em evento

DELLA FONTE, S. S.; LOUREIRO, R. A ideologia da saúde e a Educação Física. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 10., 1997, Goiânia. Anais... Goiânia: Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte, 1997. p. 126-132.

Documento Jurídico (Legislação)

SÃO PAULO (Estado). Decreto nº 42.822, de 20 de janeiro de 1998. Lex: coletânea de legislação e jurisprudência, São Paulo, v. 62, n. 3. p. 217 - 220, 1998.

BRASIL. Constituição (1988). Emenda constitucional nº 9, de 9 de novembro de 1995. Lex: legislação federal e marginália, São Paulo, v. 59, p. 1966, out./dez. 1995.

BRASIL. Lei Nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lex: Leis de Diretrizes e Bases da educação Brasileira (LDB), Brasília, DF, 1996.

Documento de acesso exclusivo em meio eletrônico

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Aves do Paraná: banco de dados. Disponível em: <http://www.bdt.org/bdt/avifauna/aves>. Acesso em: 30 maio de 2002.

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.