APRENDIZAGEM POR PARES E OS DESAFIOS DA EDUCAÇÃO PARA O SENSO CRÍTICO

  • Fábio Inácio Pereira Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)
Palavras-chave: Ensino Superior, Aprendizagem por Pares, Interação, Senso-crítico

Resumo

A mudança nas práticas docentes, para superar os problemas de aprendizagem, tem sido um dos desafios das instituições de ensino, sobretudo, quando a questão é educar para que haja autonomia e senso crítico. O que se propõe, neste artigo, é uma reflexão acerca das perspectivas de ensino-aprendizagem e dos desafios da aplicação da metodologia de aprendizagem por pares, que realizamos, nos últimos dois anos, no curso de Filosofia, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). As experiências e os estudos mostram que as atividades colaborativas – mediadas pelo professor que planeja e organiza suas aulas, com maior foco na ação dos estudantes, antes e durante o processo de ensino – demonstram resultados de aprendizagem positivos. Desse modo, a proposta de aprendizagem por pares apresenta-se como uma das possíveis respostas para o desafio da educação frente à apatia dos estudantes no ambiente universitário, bem como pode contribuir para diminuir o individualismo nas salas de aulas, promovendo autonomia e criticidade no processo educacional.

Biografia do Autor

Fábio Inácio Pereira, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)

Doutor em Educação. Professor de Fundamentos da Educação no curso de Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná – Campus Maringá.

Publicado
2018-07-11
Seção
Artigos